Vitaminas essenciais e onde encontrá-las - Apreciare
16892
post-template-default,single,single-post,postid-16892,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

Vitaminas essenciais e onde encontrá-las

Vitaminas essenciais e onde encontrá-las

Uma boa alimentação é fundamental para o correto funcionamento do organismo e como medida de prevenção de enfermidades. Até aí, nenhuma novidade.

Mas existe algo que você talvez não saiba, ou se esqueça enquanto escolhe o que levar pra casa do supermercado: alimentos ricos em vitaminas contribuem para uma vida mais saudável, animada e feliz. E quem não quer viver mais tempo e com mais qualidade?

Responsáveis por metabolizar carboidratos, lipídios, minerais e proteínas, as vitaminas devem sempre ser incluídas nas dietas, uma vez que não são produzidas pelo organismo. Entre tantas funções, elas agem especialmente como catalisadoras de reações químicas.

Mas, apesar de serem fundamentais, é preciso lembrar que a ingestão das vitaminas deve se dar de maneira equilibrada, uma vez que a falta (ou excesso) de nutrientes pode ser prejudicial ao organismo.

A carência parcial de vitaminas é denominada hipovitaminose, enquanto a ingestão excessiva de vitaminas pode causar o que especialistas chamam de hipervitaminose. Avitaminose, por sua vez, é a carência extrema ou total de vitaminas.

As vitaminas são divididas em dois grupos básicos, determinados pela substância na qual se dissolvem. Existem as vitaminas lipossolúveis, que são solúveis em gordura, podendo ser armazenadas no corpo (vitaminas A, D E e K) e as vitaminas hidrossolúveis, solúveis em água, que são absorvidas e excretadas de forma rápida, evitando a ocorrência de hipervitaminose. Pertencem a esse grupo as vitaminas do complexo B e a vitamina C.

Principais tipos de vitaminas

As vitaminas podem preencher um alfabeto, mas são mais do que letras nos rótulos dos alimentos. Veja quais são e para que servem os principais tipos de vitamina:

 

Vitamina A

Além de auxiliar no desenvolvimento dos tecidos, a vitamina A tem ação antioxidante e melhora a função reprodutiva. Outro benefício da vitamina A está associado à melhora da visão.

Pode ser encontrada no leite, iogurtes, fígado e ovo.

Vitamina D

A vitamina D auxilia na absorção de cálcio e fósforo e contribui para resistência dos ossos, músculos e dentes.

Está presente no leite e seus derivados, como iogurtes e coalhadas, peixes, ovos e no levedo de cerveja.

Vitamina E

Assim como a vitamina A, a vitamina E tem ação antioxidante, postergando o envelhecimento das células e protegendo-as dos danos provocados pelos radicais livres. A vitamina auxilia, ainda, na prevenção de doenças cardiovasculares e de alguns tipos de câncer.

Vegetais verdes escuros são ricos em vitamina E, assim como nozes, amêndoas, avelã, abacate e batata-doce.

Vitamina K

Fundamental para a coagulação do sangue, a vitamina K contribui bastante para a saúde dos ossos. Pode ser encontrada no fígado, feijão, cenoura, ervilha e nos vegetais verdes folhosos.

Vitamina C

Além da função antioxidante e cicatrizante, a vitamina C atua no crescimento e manutenção dos tecidos corporais. Frutas cítricas são importante fonte desta vitamina, assim como as frutas vermelhas, maçã, tomate, batata, repolho e brócolis.

Complexo B

Essas vitaminas são divididas em oito subgrupos. São eles:

B1 (Tiamina)

É essencial para o metabolismo dos carboidratos, gorduras e proteínas. Está presente nas carnes, leite, iogurtes, ovos, cereais integrais e leguminosas.

B2 (Riboflavina)

Esta vitamina, por sua forte ação antioxidante, auxilia no combate aos radicais livres. As principais fontes são as carnes (fígado), leites, ovos, legumes, verduras, oleaginosas e levedo de cerveja.

B3 (Niacina)

Desempenha as mesmas funções das duas vitaminas anteriores, além de auxiliar na redução dos níveis de LDL (colesterol ruim). Pode ser encontrada nos cogumelos, fígado, peixes, leite, ovos e levedo de cerveja. Além de estar presente em algumas oleaginosas, como amendoim e castanha.

B5 (Ácido Pantotênico)

Age no metabolismo da glicose, ácidos graxos e dos aminoácidos. É encontrada nos ovos, leite, carnes, leguminosas e gérmen de trigo.

B6 (Piridoxina)

Importante para a produção de glóbulos vermelhos. Além disso, age no metabolismo da glicose, ácidos graxos e aminoácidos. É possível encontrar a vitamina B6 especialmente nos peixes e nos cereais integrais.

B7 (Biotina)

Está relacionada ao metabolismo de gordura, proteínas e carboidratos. É fundamental para saúde da pele, cabelos e unhas. As principais fontes de biotina são a gema do ovo, amendoim, nozes, cebola, tomate, cenoura, alface e carnes vermelhas.

B9 (Ácido Fólico)

Importante para a manutenção do sistema imunológico, nervoso e circulatório, a vitamina B9 pode ser encontrada no fígado, nas folhas verdes escuras, nas frutas cítricas e nos ovos e no feijão.

B12 (Cobalamina).

Fundamental para a formação de células vermelhas do sangue, sendo a mais importante para o sistema nervoso. Está presente nos alimentos de origem animal, especialmente peixes e carne de porco.

As vitaminas B1, B2, B3, B5 e B6 possuem funções complementares, ou seja, necessitam uma das outras para realizarem suas funções básicas. Já as vitaminas B12 e B9 não necessitam da presença das primeiras, apesar de também se complementarem entre si.

 

Como você pode perceber, muitas são as vitaminas importantes para o nosso organismo e várias são suas fontes. Mas não há motivos para desespero. Nada como a ajuda de um profissional para elaborar uma dieta rica em nutrientes e que, além de saudável, conte com alimentos saborosos.

Por falar em dieta, como anda a sua alimentação? Você tem apostado em alimentos ricos em vitaminas? Conte para a gente nos comentários! Aproveite e compartilhe o artigo com seus amigos e ajude outras pessoas a se alimentar melhor.