Outubro Rosa – Especial Saúde da Mulher: confira 5 dicas!

outubro rosa saúde da mulher

Outubro Rosa – Especial Saúde da Mulher: confira 5 dicas!

No mês de outubro é muito comum presenciarmos diversos locais iluminados na cor rosa e assistirmos a várias campanhas sobre a “cor do mês”. Mas você sabe como surgiu o movimento Outubro Rosa?

Em 1980, Nancy G. Brinker prometeu à irmã, Susan G. Komen, em estado terminal do câncer de mama, que faria tudo que estivesse ao seu alcance para combater a doença. Nesse mesmo ano, após trinta e seis meses de luta, Susan faleceu, aos 36 anos.

No ano de 1982, a promessa tornou-se a iniciativa Susan G. Komen for the Cure, organização sem fins lucrativos que buscava métodos de acabar com o câncer de mama. O laço cor de rosa, principal símbolo do movimento, surgiu na primeira Corrida pela Cura, promovida pela entidade nos anos 1990.

O que começou como uma promessa (e pouco dinheiro) acabou se tornando um movimento anual, com dimensões mundiais. Hoje, o Outubro Rosa é parte da agenda de diversas organizações.

O Outubro Rosa no Brasil

No Brasil, a Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (FEMAMA) é uma associação sem fins lucrativos que visa aumentar o acesso rápido, fácil e adequado ao diagnóstico e tratamento do câncer de mama. O objetivo principal é atingir todas as mulheres e, assim, reduzir os índices de mortalidade no país.

Criada em 22 de julho de 2006, a federação está presente na maioria dos estados por meio de ONGs associadas. Uma das atividades prioritárias da organização é a criação de uma agenda nacional para influenciar a formação de políticas públicas de atenção à saúde da mama.

5 dicas para evitar o câncer de mama 

O câncer de mama incentiva o cuidado à saúde feminina, que tem muito mais nuances de cor dentro de Outubros Rosa e outros meses. Por isso, separamos cinco dicas para que esse mês de prevenção seja, também, o momento certo para mudar os hábitos de vida para melhor.

#1 Fazer autoexame – real oficial

Muitas vezes lembramos de fazer o autoexame apenas nessa época do ano, quando o ideal é realizarmos o toque nas mamas pelo menos duas vezes por mês. Afinal, fazendo apenas uma vez ao ano, como vamos saber se tem algo diferente?

É necessário inserir esse momento – que também é de autocuidado – na sua rotina. Marque no calendário, cole um papelzinho na parede, coloque o celular para te lembrar… qualquer ajuda é válida!

#2 Praticar exercícios físicos 

As atividades físicas são importantes para a saúde de todos. No caso das mulheres, além de ajudar na imunidade e na inflamação do organismo, esse costume atua no controle da produção de hormônios femininos – principalmente aos ligados diretamente aos tumores da mama.

Para auxiliar na recuperação muscular após os treinos, recomendamos a linha Apreciare +Whey. Os produtos são zero lactose, zero gordura e zero açúcar e 100% saborosos e nutritivos.

#3 Consumir produtos lácteos

Laticínios são importantes fontes de cálcio e substâncias essenciais, principalmente para o organismo feminino. As alterações hormonais, especialmente na época da menopausa, geram uma perda de 5% de massa óssea por ano.

A osteoporose, por exemplo, é uma doença que afeta três em quatro mulheres. Especialistas acreditam que seu desenvolvimento está intimamente ligado à questão hormonal. Contudo, a doença pode ser evitada, ou adiada, no caso de predisposição, com o consumo de produtos que possuam cálcio.

E o que possui cálcio, que a gente sabe desde criancinha? Isso mesmo: leite e derivados, incluindo os iogurtes. 🙂

#4 Espalhar conhecimento

A falta de conhecimento em relação ao câncer de mama é um dos fatores que dificultam o diagnóstico precoce. É necessário, portanto, difundir conhecimento verdadeiro e de qualidade, para todas as mulheres, sempre que possível.

Propagandas, palestras e até rodas de conversa são meios significativos para auxiliar na conscientização da população feminina. Se você já passou por um câncer de mama, ou vivenciou essa batalha perto de você, não se furte a contar sua história.

#5 Realizar a mamografia

O autoexame é imprescindível para que cada mulher possa se atentar-se às mudanças no corpo. Contudo, é a mamografia é a maneira mais eficaz de ter o diagnóstico precoce, pois ela detecta tumores menores. Dessa forma, o exame possibilita ainda mais a cura, através da assertividade dos tratamentos.

O câncer de mama é o câncer que mais comum entre mulheres e, infelizmente, a enfermidade com o maior índice de mortalidade desse grupo em todo o mundo, excluindo os tumores de pele não- melanoma.

Por isso, é essencial que todas as mulheres conheçam seus corpos, estejam atentas a qualquer alteração nos seios e realizem o autoexame mensalmente. A mamografia poderá ser realizada mediante solicitação médica.

Seguir uma vida com hábitos saudáveis, a partir das dicas que demos, é outra forma de evitar que essa doença dê as caras. Vamos, todos juntos, colorir o mundo de rosa – e, em outubro, é pela melhor causa possível.