Intolerância ao glúten: mitos e verdades

intolerancia ao gluten

Intolerância ao glúten: mitos e verdades

A busca por alimentos mais saudáveis tem ganhado a atenção dos brasileiros. Para obter mais energia e melhor funcionamento do organismo, muitas pessoas estão cortando determinados componentes da dieta, como é o caso do glúten.

É comum vermos, nos supermercados, produtos com rótulos indicando que eles são livres de glúten. Essa característica leva o consumidor a comprá-los, muitas vezes, por entender que são mais saudáveis que os tradicionais.

No entanto, é preciso compreender o que significa ser “sem glúten”, até mesmo para fazer escolhas mais conscientes.

Afinal, o que é glúten?

Glúten é uma substância que pode ser encontrada em cereais, pães, massas, bolos, biscoitos e molhos. Na verdade, é a combinação de duas proteínas: a gliadina e a glutelina, presentes nos grãos de trigo, cevada e centeio.

A função do glúten é deixar a massa mais elástica e resistente. Veja quando misturamos água à farinha de trigo. Ela se transforma em uma pasta consistente e flexível, semelhante a uma cola.

Outra função dessa proteína é ajudar no crescimento de pães e bolos. Quando amassamos o alimento, o glúten se desenvolve e forma uma rede protetora que não deixa o gás carbônico da fermentação escapar. É justamente esse gás, retido no interior da massa, que faz o alimento crescer.

Por mais que o glúten seja uma proteína, existem muitas pessoas que não toleram a sua ingestão. Assim, quando comem algo que contém glúten, acabam tendo alguns sintomas, como diarreia, dor e inchaço abdominal. Isso compromete a absorção de outros nutrientes no organismo.

A intolerância ao glúten sempre gera polêmica. Por isso, vamos apresentar alguns mitos e verdades que envolvem o assunto.

Todas as pessoas devem retirar o glúten da alimentação

Mito. Tem muita gente achando que o glúten é o vilão da alimentação e responsável por todos os males que acontecem no organismo. É claro que não é nada disso.

O glúten só faz mal para quem é intolerante a ele, desencadeando uma série de alterações no organismo. Contudo, se você não faz parte desse grupo, pode consumir a proteína normalmente.

Deixar de comer glúten ajuda a perder peso

Mito. Muitos consumidores associam o fato de ganhar peso ao consumo do glúten. Na verdade, a substância não tem essa propriedade. O que ocorre é que os alimentos com a proteína são ricos em carboidratos, tais como pães e massas.

Então, se a pessoa exclui o glúten da sua dieta, mas continua comendo os demais nutrientes, o peso não vai ser alterado. Para emagrecer é preciso uma alimentação balanceada e ligada a atividades físicas.

Pães sem glúten são menos macios

Verdade. O glúten é responsável por dar liga à massa e reter a umidade. Quando o pão é feito sem esse ingrediente, sua consistência fica mais densa – e o aspecto mais pesado que a versão tradicional.

O glúten pode ser benéfico para a saúde

Verdade. O glúten é uma fonte de proteína vegetal que auxilia nas funções celulares. Ele contribui para manter o sistema imunológico ativo, ajuda a controlar glicemia e triglicérides, melhora a flora intestinal e influencia na absorção de vitaminas e minerais.

Remédios e cosméticos contém glúten

Verdade. O glúten faz parte da composição de algumas substâncias de medicamentos e cremes. O hidratante à base de gérmen de trigo é um dos exemplos.

Intolerantes ao glúten não podem consumir lácteos

Mito. Quem tem intolerância ao glúten pode consumir qualquer produto lácteo. É preciso ficar atento e ler os rótulos pois alguns produtos podem conter esse ingrediente adicionado.

A Apreciare possui uma série de produtos que não contêm glúten para atender às necessidades dos consumidores com intolerância à proteína.

Ao chegar no supermercado ou mercearia, procure os nossos iogurtes Grego, com Whey Protein, zero lactose ou a versão leite fermentado.

Se você é intolerante ao glúten, pode consumir nossos iogurtes numa boa. E, se não é, também. 😉