Diferenças entre Vegetarianismo e Veganismo - Apreciare
16880
post-template-default,single,single-post,postid-16880,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

Diferenças entre Vegetarianismo e Veganismo

Diferenças entre Vegetarianismo e Veganismo

Termos em alta nos últimos tempos, o vegetarianismo e o veganismo têm conquistado cada vez mais adeptos em busca de uma alimentação saudável e que não envolva o sacrifício de animais. Mas, apesar de esses dois estilos de vida ganharem espaço considerável nas revistas, na TV e nas redes sociais, o assunto ainda desperta muitas dúvidas.
As premissas do vegetarianismo e do veganismo envolvem a proteção, defesa e preservação do reino animal. Mais do que a nutrição, vegetarianos e veganos atribuem outros sentidos à alimentação. Mas quais as principais diferenças entre os dois conceitos? Quais as vantagens e desvantagens de cada um deles?
Preparamos esse post para esclarecer essas e outras dúvidas.

Vegetarianismo x veganismo

Os vegetarianos excluem de suas dietas as carnes, sejam elas vermelhas, de frango ou de peixe. Apesar disso, pessoas que optam por esse estilo de vida continuam consumindo outros alimentos de origem animal, como ovos e leite, por exemplo.
Já a filosofia vegana é mais radical. Os veganos não só deixam de consumir carnes como eliminam do seu dia a dia qualquer produto de origem animal. E isso nem diz respeito só aos alimentos: para se ter uma ideia, o vegano não utiliza cosméticos, produtos de beleza, produtos de limpeza ou de higiene pessoal que contenham em sua fórmula ingredientes de origem animal ou tenham sido testados em animais. As roupas, acessórios e calçados fabricados com couro, seda ou lã também não são uma opção para esse grupo.
Geralmente o vegetarianismo se apresenta a um passo de distância do veganismo. A pessoa deixa de consumir carnes e, aos poucos, elimina da sua dieta qualquer alimento oriundo dos animais.
Mas nem sempre a opção por esses estilos de vida se dá por compaixão ao animais. Muitas vezes trata-se apenas da busca por um estilo de vida mais saudável, por meio de uma alimentação leve e equilibrada.

Suprindo as vitaminas
Quando o assunto é tornar-se vegano ou vegetariano o recomendável é contar com a ajuda de um profissional para que nenhum prejuízo seja causado à saúde.
A ausência da vitamina B12, encontrada exclusivamente nas proteínas de origem animal, pode causar anemia, atrofia muscular, baixa imunidade e até problemas mais sérios, como danos neurológicos.
Por outro lado, a ingestão adequada de verduras (especialmente as verdes escuras), grãos e leguminosas proporciona vantagens ao organismo que podem ser percebidas em pouco tempo.
É fato, por exemplo, que veganos e vegetarianos têm menor risco de desenvolver câncer de intestino, doença comumente ligada ao consumo de carne vermelha. Além disso, os controles da glicemia e pressão arterial também são melhores em quem opta por eliminar radicalmente a carne da dieta.
Os benefícios não param por aí: com o consumo de antioxidantes, presentes em alimentos naturais, o envelhecimento das células também é postergado.
Ao contrário do que muita gente pensa, ser vegano ou vegetariano não significa, necessariamente, comer uma comida sem sabor e sem graça. Com o aumento do número de adeptos desses estilos de vida, vários blogs e sites com receitas diferentes, práticas e saborosas conquistaram a internet. As opções aumentam à medida que os grupos ganham espaço.
Os produtos mais consumidos por veganos são as saladas, legumes, cogumelos, grãos, sementes e frutas. Já na dieta vegetariana, os queridinhos são ovos, queijos, leite e seus derivados, como os iogurtes.
Vale lembrar que, além de muito práticos e saborosos, os iogurtes conservam as características nutricionais do leite, como as proteínas e o cálcio, sendo uma excelente opção para o café da manhã, lanche da tarde ou mesmo para matar a fome de forma rápida ao longo do dia.
Gostou de saber mais sobre o veganismo e o vegetarianismo? Adotaria um desses dois estilos para a sua vida? Conta pra gente nos comentários!