A importância do Nutricionista na nossa vida - Apreciare
16727
post-template-default,single,single-post,postid-16727,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1.1,vc_responsive

A importância do Nutricionista na nossa vida

A importância do Nutricionista na nossa vida

Hoje queremos falar de um profissional recomendado a quem quer realmente cuidar da saúde: o nutricionista, que celebra o dia da sua profissão em 31 de agosto.

O nutricionista não é apenas o precursor do emagrecimento: ele entende muito daquilo que é mais importante para a nossa sobrevivência, que é a alimentação, e as melhores formas de potencializá-las.

Como não amar esse profissional que promove o bem estar das pessoas através de um cardápio rico de tudo que a gente precisa?

Contudo, lembre-se que, sozinho, ele não faz milagres. Para que a nutrição seja efetiva aos objetivos pessoais, é preciso fazer sua parte e seguir rigorosamente as dicas que o nutricionista te passa, na busca por uma alimentação equilibrada.

Diferenciais de ter um nutricionista acompanhando sua rotina

As pessoas buscam uma rotina saudável, com alimentação balanceada e a prática de exercícios físicos. O nutricionista é o agente externo que dá um empurrãozinho para que isso seja possível.

Como conhece os alimentos e sua relação com o organismo a fundo, profissionais de nutrição conseguem fazer um diagnóstico individualizado, proporcionando a cada paciente um planejamento alimentar diferenciado, levando em consideração seus hábitos alimentares e estilo de vida.

Eles têm interesse contínuo na identificação de como comemos, em um mundo com tantos “vilões”, como gorduras e açúcares – e são categóricos ao afirmar que, sim, é possível fazer mudanças alimentares que proporcionem mais vitalidade, energia e contribuam para a melhora da autoestima das pessoas.

O bom disso tudo é que não existe rigidez. Ao promover educação alimentar, o nutricionista orienta o paciente sobre como combinar os alimentos, o que deve ser priorizado na alimentação e o que deve ser evitado, montando o cardápio conforme suas necessidades.

Quem pensa que esses profissionais atuam somente em consultas clínicas está enganado. Na verdade, praticamente toda a manipulação de alimentos passa por um criterioso processo que vai desde a seleção dos produtos até a chegada ao consumidor.

Além disso, os nutricionistas também atuam em espaços coletivos, como restaurantes e cozinhas industriais, onde todos os alimentos são definidos de acordo com o aval do especialista.

Eles também se destacam na indústria, acompanhando todo o processo de produção alimentícia. Por exemplo: sabe o rótulo dos produtos Apreciare, com todas as informações nutricionais? É de responsabilidade do nutricionista elaborar esse conteúdo e informar quantas calorias tem cada potinho de iogurte, por exemplo.

Muitos pensam que o nutricionista é um chefe de cozinha ou especialista em culinária porque uma de suas funções é criar cardápios. Pode até fazer sentido, visto que as áreas se complementam, mas a relação desse profissional com o alimento vai além: ele estuda o corpo humano e sabe exatamente o que é preciso para mantê-lo saudável em cada faixa etária.

Principais dicas dos nutricionistas

Mesmo quem nunca passou por uma consulta com um nutricionista já ouviu falar das orientações que todos eles dão para uma alimentação mais saudável. Listamos, aqui, algumas das mais comuns:

Cereais, frutas e vegetais presentes todos os dias: esses alimentos são fonte de fibras essenciais para o organismo, devendo ser incluído diariamente nas refeições.

Beba bastante líquido: o corpo humano precisa de, no mínimo, 2 litros de água todos os dias, que devem ser ingeridos, preferencialmente, no intervalo das refeições.

Reduza alimentos nutricionalmente pobres: se seus alimentos preferidos são ricos em gordura, sal ou açúcar, não exagere na quantidade de sua ingestão.

Mantenha um peso saudável: somente um especialista sabe o peso ideal para cada pessoa, de acordo com a avaliação de massa corporal, idade, altura e outros fatores. O mais importante é saber que o excesso de gordura no corpo aumenta os riscos para hipertensão arterial, doenças do coração, enfarte, diabetes e outras doenças. Por outro lado, a perda de peso também acarreta riscos à saúde, como o aparecimento de osteoporose.

 

Por sua importância e todo o bem que traz à vida das pessoas, queremos homenagear os profissionais de nutrição, que nos fazem enxergar que, para ter um corpo saudável, não é necessário comer apenas alface nas refeições.

Graças a seu empenho sabemos que o equilíbrio entre todas as categorias de alimentos possibilita uma melhor qualidade de vida.